Caminhadas Nocturnas em Sintra – Pelos Trilhos Mágicos do Monte da Lua

CAMINHADAS NOCTURNAS

EM SINTRA

Pelos Trilhos Mágicos do Monte da Lua

com MARIA JOÃO MARTINHO

Todas as Sextas-feiras às 21h

Inscrições Limitadas: casadofauno@gmail.com

 

(Mais novidades em breve)

 

NOTAS IMPORTANTES:

- Pede-se aos participantes que levem roupa e calçado confortáveis, lanterna, água (e bolachas, se o pretenderem). Caso possua, traga o seu colete reflector/roupa com reflectores.

- Caminhada de dificuldade média-alta com a duração aproximada de 3h a 4h. Percurso com cerca de 7 a 10 Km no total, com muitos desníveis de terreno e trilhos pelo mato. Não aconselhável a pessoas com baixa resistência física ou problemas cardíacos.

- Ao longo do percurso existirão várias paragens para descansar; pedimos que não sejam realizadas paragens individuais sob pena de atrasar o restante grupo e prejudicar a dinâmica da caminhada.

- A Serra de Sintra tem os seus próprios habitantes. Durante a caminhada pedimos algum silêncio ou que as conversas decorram num tom de voz baixo, de forma a não perturbar a fauna, a flora e os restantes elementos do grupo.

- As caminhadas realizar-se-ão independentemente da meteorologia, salvo condições extremas que pudessem colocar em causa a segurança dos participantes. Neste sentido, é aconselhável que cada participante traga consigo calçado e roupa adequados (e eventualmente guarda-chuva) às condições climatéricas desse dia (poderá consultar a previsão meteorológica para Sintra mais abaixo).

- Na eventualidade do cancelamento da caminhada devido ao mau tempo todos os participantes que tenham confirmado a sua inscrição serão notificados por email com 24h a 48h de antecedência.

Ponto de Encontro: Casa do Fauno (ISHTAR – Artes Mágicas)

Valor: 5 €

Inscrições: casadofauno@gmail.com
(Após o seu pedido de inscrição, receberá um email com a indicação da existência de vagas para o dia pretendido. Caso existam, receberá o NIB para efectuar antecipadamente a transferência bancária com o valor da inscrição. Não são aceites pagamentos no próprio dia.)

Nota: As caminhadas incluem seguro para todos os participantes. Para beneficiar do mesmo solicitamos o envio do primeiro e último nome , assim como a idade de cada participante.

PREVISÃO METEOROLÓGICA PARA SINTRA: Sapo | MeteoProg | ViaMichelin

Concerto: Dryade – Trio de Harpa Céltica

Concerto

DRYADE

TRIO DE HARPA CÉLTICA

Música de Inspiração Celta

com JOHN DALTON, ANA ISABEL DIAS e ALEXANDRE GABRIEL

23 Junho, 20h (Sábado)

Reservas: casadofauno@gmail.com

Na antiga civilização grega, a Dríade era uma ninfa da floresta, sendo também considerada como uma emanação do espírito do carvalho, aquela que é a sua árvore-mãe por excelência. Também Eurydice, filha de Apolo e mulher de Orfeu – lendário músico, poeta e profeta da Magna Grécia que com a sua lira divina encantava os animais -, era uma ninfa ligada a esta árvore.

O simbolismo da lira grega é transportado para a harpa na cultura céltica, cuja mitologia nos fala da importância deste instrumento para os Bardos e Druidas (termo que se origina na palavra céltica para carvalho). Ao deus irlandês Dagda é atribuída uma harpa mágica feita da madeira dessa árvore, que ao ser tocada rege a passagem cíclica das estações e o movimento dos mundos. Na cosmogonia druídica, o número 3 é considerado especial e exemplo disso são as conhecidas tríades bárdicas, um legado da antiga sabedoria deste povo.

Assim, nos jardins da Casa do Fauno em Sintra, através desta singular tríade ou dríade composta pelos harpistas John Dalton (Glastonbury, Inglaterra), Ana Isabel Dias (Madredeus, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Gulbenkian) e Alexandre Gabriel (Avalon Ensemble, Strella do Dia), será apresentado um repertório de inspiração celta, com base nas composições tradicionais da Irlanda, País de Gales, Escócia, Inglaterra e Bretanha.

Bilhete: 7 €

Inscrições e Reservas: casadofauno@gmail.com

Nota: Evento integrado no I Encontro de Harpa Céltica

Curso: O Xamã e a sua Aliança com os Espíritos da Natureza

Curso

O XAMÃ E A SUA ALIANÇA COM

OS ESPÍRITOS DA NATUREZA

Workshop Básico de Xamanismo – 2º Módulo

com GILBERTO DE LASCARIZ

Próxima Sessão: 8 Julho, 9h-18h30 (Dom.)

Inscrições Limitadas: casadofauno@gmail.com


As primeiras cerimónias e tradições criadas na história da humanidade têm a sua origem numa conexão visionária com a Alma da Terra. Contudo, cada terra tem a sua espiritualidade indígena. Cada lugar é uma manifestação de poder ctónico e geosófico.

Desde a remota antiguidade que os xamãs também usavam a Terra e os seus lugares sagrados como um interface com o mundo do Espírito. Para eles os lugares sagrados eram um dom oferecido à humanidade pela Deusa da Terra para o seu povo atravessar o mundo da aparência para o mundo da Verdade.

Porém, não só os lugares são um dom da Grande Mãe da Natureza. Há momentos ao longo do ano que funcionam como pontos temporais de poder e que estão associados aos espíritos regentes das estações e são propícios a uma aprendizagem directa dos Espíritos e Deuses da Natureza. Para isso construiu-se rodas de medicina e cromeleques com a intenção de orientar os lugares com pontos astronómicos e fases das estações de forma que fosse possível a cura da solidão e insciência do ser humano.

O xamanismo sabe que o que a humanidade adiciona ou subtrai vida e energia à Natureza alterando o campo energético de seus lugares. Voltar a construir rodas de medicina é importante para curar esta intervenção nociva da humanidade e permitir que o fluxo de novo cresça entre o mundo suprasensível da Terra e a Humanidade criando assim uma nova Aliança.

A finalidade deste workshop é ajudar o ser humano a conciliar-se com a Alma da Natureza e o seu contexto geoespiritual através de rituais e visões que auxiliam a despertar as funções suprasensível da alma humana em consonância com o Espírito Regente da Terra.

Leitura aconselhada:

Quando o Xamã Voava: Sonho, Erotismo e Morte no Xamanismo
Gilberto de Lascariz
Zéfiro (2011)

Programa de 8 horas de trabalho xamânico:

(NOTA: para a participação neste workshop é necessário ter o 1º módulo do workshop básico de Xamanismo)

  • O Corpo, o Cosmos e a Natureza. O alinhamento do ser humano com a Alma da Natureza.
  • A Paisagem Ancestral e Paradisíaca do Mundo Médio.
  • Como construir Rodas de Medicina e Cromeleques. Os seus requisitos astronómicos de tempo e requisitos geomânticos de espaço.
  • As Estações e os Quatro Ensinamentos dos Espíritos Regentes da Terra.
  • O Totem e o Espírito do Lugar.
  • Os Limbos e Interstícios de tempo e lugar como Portais Geosóficos para a Alma da Natureza.
  • O Aliado Vegetal e o Homem Verde.
  • O Poder do Sol e da Lua. O Poder da montanha e das pedras, das fontes e das cavernas.
  • As linhas ley e os Lugares Sagrados. Ler a geografia da terra como uma geosofia.
  • As Alianças de Poder entre o xamã e os Espíritos da Natureza.

Sobre Gilberto de Lascariz:

Nasceu em Caracas, Venezuela, vindo desde muito cedo a viver em Portugal. Formou-se em Direito, na Faculdade de Direito de Lisboa, ao mesmo tempo que seguia Língua e Cultura Sânscrita na Universidade Nova de Lisboa. Desde muito cedo esteve envolvido em várias sociedades esotéricas de carácter rosacruciano e maçónico, tendo tomado votos na Tradição Nyngma-Pa do Budismo Tibetano. A sua envolvência com o Wicca Tradicional na Tradição Alexandriana a partir de 1982, associado ao seu envolvimento com a Antroposofia, despertou-o para a necessidade de desenvolver métodos meditativos e rituais que permitissem uma abordagem esotérica da Bruxaria Iniciática e Neo-Pagã em antítese à sua superficialização New Age. Em 1989 criou em Portugal o Coventículo TerraSerpente de Wicca Alexandriana e lançou a Confraria Sol-Negro, uma organização artística dedicada à renovação estética das artes sob o ponto de vista do esoterismo neo-pagão, na sua acepção evoliana. As suas palestras nas “Conferências do Inferno”, realizadas nos anos 80/90 no Porto, alertaram-no para a necessidade de registar em livro o seu pensamento esotérico e neo-pagão. Publicou os livros Mãe CanibalO Culto da Bruxaria no Artista e Escritor Austin Osman Spare e traduziu e prefaciou o livro de Ronald Huton, Os Xamãs da Sibéria. Em 1999 criou o Projecto Karnayna, uma organização que visa fornecer instrução esotérica na perspectiva do Neo-Paganismo sendo o primeiro autor a fazer workshops de Wicca em Portugal, tal como é hoje praticado por Janet Farrar e Vivianne Crowley. O magazine francês de cultura gótica Elegy Ibérica considerou-o em 2006 como sendo a figura mais importante do pensamento esotérico neo-pagão em Portugal. Na Zéfiro, publicou as obras Ritos e Mistérios Secretos do WiccaDeuses e Rituais Iniciáticos da Antiga Lusitânia Quando o Xamã Voava. É também autor do posfácio de O Chamado dos Velhos Deuses, de Nigel Jackson, e faz parte da direcção editorial de Mandrágora – O Almanaque Pagão, tendo coordenado a edição de 2009, sob o tema “Usos e Costumes Mágicos da Lusitânia”.

Valor: 50 € / sessão

Horário: 9h-18h30 (com intervalo de 1h30 para almoço)

Inscrições: casadofauno@gmail.com

Curso: O Caminho Visionário do Xamã

Curso

O CAMINHO VISIONÁRIO DO XAMÃ

E O MUNDO SUBTERRÂNEO DOS ANCESTRAIS

Workshop Básico de Xamanismo – 1º Módulo

com GILBERTO DE LASCARIZ

Próxima Sessão: 7 Julho, 9h-18h30 (Sáb.)

Inscrições Limitadas: casadofauno@gmail.com


A workshop básica de xamanismo foi dividida em 2 módulos para facilitar a apreensão da experiência suprasensível xamânica e consolidar as capacidades visionárias do praticante. Assim, ao contrário de antigamente em que a workshop era ministrada em dois dias seguidos e num único módulo de aprendizagem, o que era muito cansativo para o estudante, desta vez ela foi divida em dois módulos vividos em circunstâncias de tempo dissociadas.

Este é o Módulo 1 da workshop básica de Gilberto Lascariz, autor do livro Quando o Xamã Voava: Sonho, Erotismo e Morte no Xamanismo, para a formação de neoxamãs que tenham o desejo de explorar práticas transmutatórias de carácter xamânico que estejam em consonância com as forças atávicas ainda activas no subsolo do nosso povo europeu e do nosso inconsciente colectivo. Aconselha-se, por isso, a leitura preliminar deste livro como vestíbulo para esta workshop.

A ênfase deste módulo será colocada na jornada visionária em transe ao Mundo dos Espíritos, através de um processo físico e visionário de dissociação do eu. Os participantes aprenderão a fazer a Viagem aos Mundos Suprasensíveis, assim como os métodos tradicionais para provocar uma ruptura da consciência racional e utilitária e subsequente desprogramação das suas crenças e estereótipos, com o objectivo de fundir o Eu no Duplo e, assim, atravessar o Limbo dos Mundos. Este teria sido, afinal, o método tradicional das práticas xamânicas sobreviventes na Antiga Europa entre os Benandanti e os Taltoses, por exemplo.

Neste sentido, serão privilegiadas técnicas que favoreçam o transe e a transferência da consciência no Duplo, o requisito fundamental de carácter iniciático para a Viagem Xamânica da Alma, antes do movimento New Age ter reduzido o Xamanismo a um produto de consumo baseado num mimetismo ameríndio e na valorização da imaginação.

Leituras aconselhadas:

Quando o Xamã Voava: Sonho, Erotismo e Morte no Xamanismo
Gilberto de Lascariz
Zéfiro (2011)

O Chamado dos Velhos Deuses
Nigel Jackson
Zéfiro (2009)

Programa de 8 horas de trabalho xamânico:

  • A diversidade regional do Xamanismo Europeu e as suas origens pré-históricas. A sua continuidade no Xamanismo Germânico e Nórdico (Seidr), eslavo do sul (Taltos), corso (Mazzeru) e céltico-britânico (Fairy) e o significado das viagens visionárias dos hereges como os Benandanti do Friule e os Taltoses húngaros.
  • A Estrutura Tripla do Cosmo segundo o Xamanismo e suas implicações na cosmologia e praxis xamânica. Os Três Reinos da Consciência segundo as tradições célticas e as tradições siberianas.
  • O Corpo e o Duplo Teriomórfico. Os Estados Alterados de Consciência Xamânica. O Significado da Iniciação Xamânica e os métodos para despertar o Teriomorfo.
  • A Jornada Xamânica a outras dimensões do Cosmos pelos processos tradicionais da sobre-estimulação sensorial do tambor e a exaustão corpórea, fazendo o seu contacto com Elphame ou Annwn, o Sub-Mundo. A descoberta do Fetch, o Espírito Guia Animal e o seu Mestre de Poder.
  • Exercícios para o desenvolvimento da experiência de Transe e o eclodir da auto-consciência da Alma-Livre.
  • A recuperação da “Alma Perdida” e a expedição visionária com fins de cura e adivinhação.
  • A Descida ao Mundo Subterrâneo assim como o contacto com o Ancestral Mítico.
  • O Desmembramento do Xamã como experiência central do processo iniciático xamânico.  As suas múltiplas reificações históricas e a sua praxis ritual, física e visionária.
  • Elementos de trabalho xamânico: como usar os mitos arcaicos europeus como modelos exemplares de uma nova prática xamânica.

Sobre Gilberto de Lascariz:

Nasceu em Caracas, Venezuela, vindo desde muito cedo a viver em Portugal. Formou-se em Direito, na Faculdade de Direito de Lisboa, ao mesmo tempo que seguia Língua e Cultura Sânscrita na Universidade Nova de Lisboa. Desde muito cedo esteve envolvido em várias sociedades esotéricas de carácter rosacruciano e maçónico, tendo tomado votos na Tradição Nyngma-Pa do Budismo Tibetano. A sua envolvência com o Wicca Tradicional na Tradição Alexandriana a partir de 1982, associado ao seu envolvimento com a Antroposofia, despertou-o para a necessidade de desenvolver métodos meditativos e rituais que permitissem uma abordagem esotérica da Bruxaria Iniciática e Neo-Pagã em antítese à sua superficialização New Age. Em 1989 criou em Portugal o Coventículo TerraSerpente de Wicca Alexandriana e lançou a Confraria Sol-Negro, uma organização artística dedicada à renovação estética das artes sob o ponto de vista do esoterismo neo-pagão, na sua acepção evoliana. As suas palestras nas “Conferências do Inferno”, realizadas nos anos 80/90 no Porto, alertaram-no para a necessidade de registar em livro o seu pensamento esotérico e neo-pagão. Publicou os livros Mãe CanibalO Culto da Bruxaria no Artista e Escritor Austin Osman Spare e traduziu e prefaciou o livro de Ronald Huton, Os Xamãs da Sibéria. Em 1999 criou o Projecto Karnayna, uma organização que visa fornecer instrução esotérica na perspectiva do Neo-Paganismo sendo o primeiro autor a fazer workshops de Wicca em Portugal, tal como é hoje praticado por Janet Farrar e Vivianne Crowley. O magazine francês de cultura gótica Elegy Ibérica considerou-o em 2006 como sendo a figura mais importante do pensamento esotérico neo-pagão em Portugal. Na Zéfiro, publicou as obras Ritos e Mistérios Secretos do WiccaDeuses e Rituais Iniciáticos da Antiga Lusitânia Quando o Xamã Voava. É também autor do posfácio de O Chamado dos Velhos Deuses, de Nigel Jackson, e faz parte da direcção editorial de Mandrágora – O Almanaque Pagão, tendo coordenado a edição de 2009, sob o tema “Usos e Costumes Mágicos da Lusitânia”.

Valor: 50 € / sessão

Horário: 9h-18h30 (com intervalo de 1h30 para almoço)

Inscrições: casadofauno@gmail.com

Curso: Catarismo e Outras Heresias Galaico-Portuguesas

Curso

CATARISMO E OUTRAS HERESIAS

GALAICO-PORTUGUESAS

Priscilianismo, Arianismo e outras Espiritualidades “Proibidas”

com MANUEL J. GANDRA

1 Julho, 15h-19h (Domingo)

Inscrições Limitadas: casadofauno@gmail.com

O território galaico-português foi terreno fértil e palco de muitas e famosas heresias, de entre as quais avultam o priscilianismo, o arianismo, o pelagianismo, o monofisismo, etc.

A censura e feroz perseguição de que foram alvo não logrou extirpá-las nem duradoura, nem definitivamente.

É consensual que o priscilianismo persistiu latente durante centúrias, tendo compelido a igreja católica a inventar a lenda de Santiago Apóstolo, ora conhecido como Santiago de Compostela, para o enquadrar e mascarar.

Mas até o catarismo vicejou aqui, na sua forma original, durante o século IV, e, posteriormente, durante o século XIII, sob a protecção da Ordem do Templo.

Além de visar esclarecer os pressupostos filosófico-teológicos das mais importantes heresias, este curso prestará especial atenção aos contornos menos divulgados da vigência do catarismo em Portugal a partir do reinado de D. Sancho I.

Valor: 20 € | Grupos de 2 ou mais pessoas: 15 € / pessoa

Inscrições: casadofauno@gmail.com

Caminhada e Visita Guiada: Sintra, Serra Sagrada – O Castelo dos Mouros

Caminhada e Visita Guiada

SINTRA, SERRA SAGRADA:

O CASTELO DOS MOUROS

Uma Caminhada  pelos Trilhos da Natureza em Sintra

com MANUEL J. GANDRA

14 Julho, 14h30-17h30 (Sábado)

Inscrições Limitadas: asdancasnomadas@gmail.com

“Há um gigante na serra / É um gigante tamanho / qu’a gente sente o gigante / mas não lhe vê o tamanho!”

Neste fragmento de um dos seus poemas, Almada Negreiros dá testemunho de ter intuído o mistério maior da serra de Sintra, aquele que Gil Vicente também apreendeu e consigna no Auto da Lusitânia.

Acha-se ele relacionado com a circunstância de todos os lugares sagrados e santos o serem na medida em que assumem uma tripla manifestação: supramundana, mundana (i. e., à face da terra) e submundana.

Ora a serra de Sintra manifesta de forma paradigmática tal trifuncionalidade e, paradoxalmente, o local onde o mistério mais se adensa é, concomitantemente, o mais exposto e acessível à vista sagaz.

Partindo da Casa do Fauno, proponho-me conduzir os participantes neste passeio-guiado pelos trilhos da natureza naturanda de Sintra ao encontro, face a face, do rosto visível desse mistério maior, custodiado pelo Castelo dos Mouros.

Inscrições

Valor: 15 € + 7 € bilhete de ingresso  (bilhete pago na altura)

Email: asdancasnomadas@gmail.com

Tlm: 965 302 066 ou 918 930 938

Ponto de Encontro: Casa do Fauno

Organização: Zéfiro & Danças Nómadas